A importância da palavra

Nada mais coerente para este momento do que um breve comentário sobre a importância da palavra.

A primeira palavra que devo discursar sobre é Busílis, que foi empregada como nome a este Blog.

- Da definição denotativa: O ponto principal da questão.

As questões movem o ser humano, sem questionamento não há certeza, sem certeza e questionamento não há tentativa de progresso. Se você não questiona, não se decepciona ou surpreende, você não está nem decaindo nem ascendendo, está apenas estagnado, uma máquina que funciona mas não tem mais utilidade.

As palavras podem servir como engrenagens, fazendo parte de máquinas, ligando partes, possibilitando o funcionamento de algo. Algo notável no desenvolvimento do ser humano é a primeira palavra, geralmente emitida devido a associações cotidianas que resultam da observação da criança. É o primeiro contato dela com a argumentação, empirismo, socialização.

Um homem que não se comunica, logo é um homem estagnado (estar parado não implica em equilíbrio, estar parado implica apenas em existir biológicamente). Vale lembrar que a comunicação não se liga apenas a palavra e sim ao visual:

Obra de Salvador Dali

Ao sonoro:

E óbviamente, agora, as minhas palavras:

As almas, repentinas, encaram
dimensões inalcançaveis
meu mundo e o teu se agarram
num laço finito de palavras moldáveis.

As palavras, as minhas, as vossas, param
partem de dicionários ausentes, antedáveis

nunca e sempre, os nossos criaram
verbertes que ecoam a cada fonema insurdecente, inacabáveis

Alguns sons nem a música alcança
notas surdas e sujas, desinibidas
com mãos de ferreiro, criam da vida uma balança

Orquestras combinadas a ódes, mudança
Verbetes, palavras, notas escondidas
em pessoas com um número e verossimilhança.

Deixe um comentário